recuperar password
bool(true)

Os Nossos Homens – Entrevista a Ricardo Acto

Ricardo Acto é português e encabeça a organização de um dos eventos mais mediáticos no cenário da música por cá – e não só: o Rock in Rio. É director e operações do festival, é pai, fã de futebol – principalmente do Benfica, e amante confesso de leitura e música, claro está.

Do alto dos seus 35 anos fala-nos um pouco da experiência de organizar um gigante dos eventos, das surpresas que podemos esperar para o futuro e da alegria da paternidade. Fiquem com a conversa.

 

Começou em 2006 a trabalhar no Rock in Rio. Desde aí, mudou de cargo e ajuda hoje na gestão de um dos mais emblemáticos festivais de música do mundo. O que é que isso acarreta?

Além do compromisso de entregar o evento dentro da expectativa do público, a enorme responsabilidade de receber em segurança e com tranquilidade milhares de pessoas a cada dia. Desde público a artistas, numa cidade pensada para funcionar em poucos dias e onde tudo tem que estar operativo no primeiro dia e com hora marcada, a 100%.

Apesar de se ter formado em Engenharia Civil, as suas skills na área de produção manifestaram-se desde cedo. Sabia que viria a fazer disso a sua vida?

Não, a organização de festas fazia parte do hobby do associativismo e de estar com os amigos, nos tempos da faculdade. Não via a produção como actividade profissional até à experiência Rock in Rio. É interessante como o facto de ter estado sempre ligado a uma associação – quer cultural quer de estudantes – foi tão positivo para o meu desenvolvimento profissional. Desenvolvi a capacidade de criar e a responsabilidade de apresentar resultados.

 O RIR tem como objectivo, mais do que dar música, tornar-se numa “cidade do Rock ainda mais feliz”. Têm a edição original (brasileira, e que comemora em 2015 30 anos), a versão portuguesa e está prevista a migração para os EUA. O que podemos esperar para a versão americana do festival?

A mesma entrega de sempre, o que por si só já será uma grande novidade no mercado dos EUA, porque não existe um evento que trabalhe o público e as marcas como faz o RiR. Teremos como novidade: a aposta em 3 Rock Streets, um projecto que veio preencher ainda mais a Cidade do Rock com mais alegria e animação, que é precisamente o que pretendemos.

Quais as surpresas guardadas para o evento de lançamento, em 2015, em Times Square?

Muitas. Comemorar 30 anos de existência é um momento único, daí a escolha de um local tão especial para o festejo dos 30 Anos, que terá muitas surpresas.

 Divide-se entre dois países, um sem fim de horas de trabalho e uma filha. Como arranja tempo para tudo?

Os últimos 4 anos, principalmente, foram de muita dedicação ao trabalho. Hoje, com a minha filha, tenho de criar rotinas e ter muita disciplina no trabalho, para garantir que temos o tempo que pretendemos juntos. A vontade de estar próximo dela acaba por me incutir essa disciplina de tempo.

Em que medida o nascimento da sua filha veio alterar a sua vida?

Na gestão das prioridades.  Ouvimos dizer que tudo muda e é verdade. E muda para melhor. Passamos a ter um motivo para sair do trabalho ou não pensar em trabalho no fim de semana, que passa a ser inteiramente dedicado a ela. Foi uma alteração muito boa, sem dúvida.

Fotografias de Pedro Dias

Entrevista de Mariana Saraiva e Catarina Castro

Partilhe este artigo com os seus amigos!

Top Supa

As Mais Recentes

Para mais informações, parcerias, entrevistas, contacto com os bloggers ou colaborações, enviar email para info@supa-world.com
Supa 2014 | Copyright © . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte de qualquer conteúdo deste site.